fbpx

Aprenda como começar a trabalhar com jardinagem de forma autônoma

4 minutos para ler

Com o grande crescimento da categoria de microempreendedores, a formalização do MEI já é realidade para muitos profissionais autônomos. Para você que quer trabalhar com jardinagem, essa pode ser uma boa ideia. A vantagem é que há como emitir nota fiscal em serviços prestados para empresas.

O MEI é uma forma vantajosa de ser autônomo e trabalhar com jardinagem. Porém, é possível começar com pequenos passos — aqui ninguém vai te pressionar, somos parceiros. Faça o cadastramento no PIS (Programa de Integração Social) para contribuir mensalmente com o INSS. Assim estará seguro caso precise se afastar do trabalho por motivos de doença.

Quer mais dicas para ser um empreendedor de sucesso no ramo de paisagismo? A hora é agora, boa leitura!

Pense na oferta de serviços

Ao iniciar seu planejamento de negócio de jardinagem, é preciso pensar nos serviços que serão oferecidos. O primeiro passo é planejar detalhadamente os objetivos que você pretende alcançar. Veja abaixo algumas perguntas que devem ser respondidas:

  • Quem é o seu cliente? Residências, condomínios ou empresas?
  • Qual a meta de faturamento mensal e anual?
  • O que imagina para o ano que vem, como empresário?
  • Quais os capitais (financeiro, humano e intelectual) investidos?

Assim você conseguirá desenhar um norte nessa empreitada, servindo como guia para os primeiros passos como trabalhador autônomo. Além do mais, os serviços que você pode oferecer dependem de quanto você pode investir e para quem ele é. Uma dica é acompanhar a tabela do IBGE para serviços paisagísticos, ela mostra o que pode ser oferecido pelos jardineiros MEI.

Alguns exemplos são:

  • plantio e manutenção de gramado;
  • serviços de paisagismo;
  • serviços de jardins;
  • serviços de poda.

Tenha as ferramentas certas

Agora que você anotou tudo o que precisa para entender mais sobre seu próprio negócio, podemos começar a pensar a pôr a mão na massa — ou quase isso. As ferramentas são o segundo passo para deslanchar de vez seu trabalho com jardinagem. Elas variam de acordo com o serviço oferecido e podem ser:

  • ancinho;
  • canivete;
  • carrinho de mão;
  • pá;
  • enxada;
  • escovas de aço;
  • facão de poda;
  • tesouras;
  • vassouras;
  • regadores;
  • mangueira;
  • peneira.

Além das ferramentas, alguns equipamentos de segurança são necessários, como:

Manual do sucesso para o profissional autônomoPowered by Rock Convert
  • abafador de ruídos;
  • óculos transparente;
  • máscara de carvão;
  • luvas para jardinagem;
  • botas de borracha;
  • capacete.

Pense, também, no conhecimento como uma ferramenta de trabalho. Cursos técnicos são ótimos para os negócios, como atendimento e administração. Além do mais, alguns serviços paisagísticos precisam de treinamento, como a poda de árvores em áreas urbanas.

Investir em ferramentas tecnológicas é outro ponto importante. Os gerenciadores de pedidos, por exemplo, facilitam a organização do que é solicitado pelo cliente. Máquinas de cartão ajudam na hora de cobrar, evitando calotes.

Divulgue o trabalho de jardinagem

Muitas pessoas cresceram vendo jardineiros oferecerem seus serviços de porta em porta nos bairros. Essa técnica funciona muito bem quando conhecemos a vizinhança e ela é basicamente formada por casas. Porém, se a ideia é atingir outros públicos ou aumentar a oferta de trabalho, a internet pode ser o que você precisa.

É bom fazer perfis nas redes sociais mais interessantes para o seu público — como o Instagram para mostrar fotos dos jardins e o YouTube para apresentar vídeos do processo de paisagismo. O Facebook ajuda com as vendas, pois sua opção chamada de Marketplace funciona como um mercado. O serviço é divulgado com foto e preço, tendo o contato para clientes pelas mensagens.

Aprenda a definir preços

O cliente e o tipo de serviço oferecido são os fatores determinantes para definir os preços dos serviços e produtos — se você investir nas mudas de plantas. O valor deve incluir as despesas e o lucro do trabalho.

Lá no início do post, falamos de umas perguntinhas que devem ser respondidas na hora de planejar os serviços. Lembra que uma delas era sobre sua expectativa de faturamento mensal e anual? A outra era sobre como você vê seu negócio daqui um ano. Elas serão sua meta e motivação para atingir seus objetivos.

Por isso a precificação dos serviços e produtos é tão importante na hora de trabalhar com jardinagem. Pense em um equilíbrio, sendo barato o suficiente para atrair clientes, mas que cubra suas despesas e dê lucros para sua jornada autônoma.

O que achou dessas dicas? Aqui no blog sempre falamos de maneira prática sobre como ter bons resultados ao empreender. Passa lá no Facebook e curta nossa página para não perder nada!

Download do App Agenda BOAPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-